ENCONTRO NACIONAL PEA-UNESCO 2020

encontro pea_LAYOUT_061120.jpg

Começou a contagem regressiva: vai acontecer, como todos os anos, o Encontro Nacional das Escolas Associadas da UNESCO. Será uma edição especial, virtual e gratuita, mas mantendo todas as características de nosso evento, que já se tornou um marco importante na história recente da Educação brasileira. Portanto, reservem sua agenda: o Encontro Nacional acontecerá entre os dias 30 de novembro e 4 de dezembro de 2020.

 

Estão confirmados convidados internacionais de alta expressão, como Antônio Nóvoa (Portugal) e José Maria Avilés Cortez (Espanha), além de representantes das Escolas Associadas de outros países.

Teremos, também, a possibilidade de trocar experiências em seções específicas e de preparar nossas escolas para o ano de 2021, pois teremos nada menos do que seis anos e décadas internacionais:

  • Ano Internacional da Paz e da Confiança;

  • Ano Internacional da Economia Criativa;

  • Ano Internacional da Erradicação do Trabalho Infantil;

  • Década Internacional da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável;

  • Década Internacional da Restauração de Ecossistemas;

  • Ano Internacional das Frutas e Vegetais.
     

Procuramos distribuir as atividades de forma a permitir a máxima participação. Agora, virtualmente e de forma gratuita, teremos um evento sem distâncias, do qual todos poderão participar! Faremos acontecer nosso Encontro, que ocupa um lugar tão especial no coração de todos. Nem a pandemia e o isolamento social podem parar a Educação.

PROGRAMAÇÃO

SEGUNDA-FEIRA | 30/11

Antônio de Oliveira Lima.jpeg
Vivências e Experiências 1 - A educação que vence distâncias: projetos das escolas 2020 -  (CIEP Pte. Agostinho Neto - RJ; Sociedade Educ. Positivo - PR; Colégio Cruzeiro - RJ; Colégio Giordano Bruno - SP)

Nesta seção, quatro escolas públicas e particulares da Rede PEA-UNESCO do Brasil compartilham suas boas práticas durante a pandemia com as demais escolas associadas. O que foi possível fazer, quais os desafios e como foram superados?

Palestrantes:

Márcia Nunes Rodrigues Meninato, diretora do CIEP Presidente Agostinho Neto. 

CIEP SEM MUROS - Educação sem Fronteiras em Tempos de Quarentena

 

Lucimeire Fedalto e Ana Paula Teixeira – Sociedade Educacional Positivo (PR)

Atividades Integradas: rompendo os muros da escola.

 

Ana Paula Batalha Ramos, diretora estratégica do Colégio Cruzeiro (RJ)

Solidariedade em tempos de distanciamento social.

Mariana Giorgion e Thaís Barbosa da Silva, Giordano Bruno (SP)

XXV Feira de Ciências online do Colégio Giordano Bruno. As conexões entre os ODS e a produção ativa de conhecimento entre alunos e professores.

Antônio de Oliveira Lima.jpeg
Oficina 1: Ano Internacional da Erradicação do Trabalho Infantil (Antônio Oliveira)

Entre os efeitos dramáticos da pandemia, está o provável recrudescimento do trabalho infantil. Nesta oficina, os educadores conhecerão mais sobre as propostas de anos internacionais definidos pela UNESCO para 2021, e terão subsídios para que as escolas associadas e candidatas possam desenvolver seus próprios projetos no próximo ano.

Convidada:

Andrea Herculano de Paula Oliveira, pedagoga, coordenadora pedagógica e  Supervisora de Programas e Projetos Educacionais da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia de Caucaia. Coordenadora Municipal do Programa de Educação Contra a Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente – PETECA.

Antônio de Oliveira Lima.jpeg
Oficina 2: Década Internacional da Restauração dos Ecossistemas (Michael Filardi)

Tão urgente como buscar preservar o ambiente e trabalhar pela restauração de ecossistemas já atingidos pela ação humana. Nesta oficina, os educadores conhecerão mais sobre as propostas de anos internacionais definidos pela UNESCO para 2021, e terão subsídios para que as escolas associadas e candidatas possam desenvolver seus próprios projetos no próximo ano.

Escola convidada:

EEEM Nova Sociedade, Nova Santa Rita (RS).

Raquel

TERÇA-FEIRA | 01/12

Vivências e Experiências 2 - As nossas escolas públicas e o IDEB: práticas a compartilhar  (Casa Meio Norte - PI; EE Almirante E. M. Baptista - AM; EM Rodrigues Alves - RJ)

Muitas escolas públicas associadas da Rede PEA-UNESCO relataram seus avanços no IDEB, recentemente. Convidamos esses educadores para mostrar o que fazem, dividindo com as demais escolas públicas e privadas suas experiências inspiradoras.

Palestrantes:

- Ruthneia Vieira Lima Costa, Casa Meio Norte (PI)

Aprendendo a Aprendender: Uma prática prospectiva e propositiva no Piauí. 

- Cleny Ferreira Alves, EE Almirante Ernesto M. Baptista (AM)

Educação com Equidade e Justiça Social

 

- Marcos Vinicius da Silva Barbosa, EMAC Rodrigues Alves (RJ)

Nossas Vivências

Oficina 3: Ano Internacional da Economia Criativa (Isabel de Paula)

O futuro das crianças e jovens de hoje passa por um mundo em que a economia funciona sob novos parâmetros. É essencial conhecer as mudanças socioeconômicas e entender as possibilidades abertas para todos no mundo da economia criativa. Nesta oficina, os educadores conhecerão mais sobre as propostas de anos internacionais definidos pela UNESCO para 2021, e terão subsídios para que as escolas associadas e candidatas possam desenvolver seus próprios projetos no próximo ano.

Oficina 4: Ano Internacional das Frutas e Vegetais (José Bezerra Neto)

Em mundo que precisa aprender a consumir menos carne para se tornar mais sustentável, conhecer a importância e valorizar o consumo de frutas e vegetais é essencial. Nesta oficina, os educadores conhecerão mais sobre as propostas de anos internacionais definidos pela UNESCO para 2021, e terão subsídios para que as escolas associadas e candidatas possam desenvolver seus próprios projetos no próximo ano.

Escola convidada:

Colégio Estadual Dr Antônio Garcia Filho (Umbaúba/SE)

Darcylaine Martins, professora de Química do Ensino Médio desde 2005, com graduação em Licenciatura em Química pela Faculdade Pio Décimo. Leciona nas redes particular e pública. Orientadora das turmas de iniciação científica na Educação Básica desde 2016 no Colégio Estadual

QUARTA-FEIRA | 02/12

Abertura Oficial  - Representação da UNESCO e coordenação nacional de países convidados.

Teremos, como em todos os encontros nacionais, um momento solene de abertura, adaptadas para a dinâmica das lives. Vamos receber a Representação da UNESCO no Brasil, coordenadores nacionais de países que nos acompanham e outros convidados. Em seguida, a Coordenadora de Educação da UNESCO no Brasil, Rebeca Otero Gomes, falará sobre o trabalho da UNESCO durante a pandemia.

Estarão presentes:

Portugal: Fátima Claudino

Espanha: Rufina Moreno

Cabo Verde: Carla Palavra

Argentina: Daniela Zallocco

Paraguai: Francisca Leonor Benitez

Uruguai: Carmen Orguet

Coalizão Global pela Educação, por Rebeca Otero Gomes

A Coordenadora de Educação da UNESCO no Brasil, Rebeca Otero Gomes, falará sobre o trabalho da UNESCO durante a pandemia. 

Os futuros da Educação, por Antônio Nóvoa

A UNESCO lançou um debate global sobre o futuro da Escola e da Educação. Não devemos apenas nos conformar em buscar um ponto de retorno ao que havia antes da pandemia, mas trabalhar por uma educação mais justa, igualitária e pronta para responder aos desafios do século XXI. Este será o tema da conferência inaugural, sob responsabilidade de um dos grandes educadores de nosso tempo, o pesquisador Antônio Nóvoa.

Vivências e Experiências 3: parcerias internacionais e nacionais das escolas associadas  (Col. Miguel de Cervantes - SP; Escola Classe 39 de Taguatinga - DF; Instituto Alpha Lumen (SP); EMEB Stélio Machado Loureiro (SP).

Cada vez mais, as escolas associadas procuram trabalhar juntas, desenvolver projetos em parceria, de caráter internacional e nacional. Nesta seção, vamos conhecer quatro propostas em curso, que fortalecem o sentido de uma rede baseada nos valores da UNESCO.

Palestrantes:

Lourdes Ballesteros Martín, diretora do Colégio Miguel de Cervantes (SP).

II Forum Patrimônio Jovem Espanha-Brasil

 

Karina Silva Pereira Rodrigues, Escola Classe 39 de Taguatinga (DF).

Escola + família é = sucesso

 

Nuricel Villalonga Aguilera - Diretora Fundadora do Instituto Alpha Lumen (SP).

A educação gerando redes de transformação

Sônia Maria de Oliveira Paro, EMEB Stélio Machado Loureiro.

A Rede PEA UNESCO no Brasil: uma uma trajetória em busca da identidade

Esta será uma importante mesa-redonda para compreendermos o movimento da Rede PEA-UNESCO no Brasil, desde o início dessa gestão, avaliando nossas conquistas, nossos desafios e, principalmente, as possibilidades que se abrem para o futuro.

Oficina 5: O Ano Internacional da Paz e da Confiança - (Cecília Any Cury)

A cultura da paz é um dos alicerces do Programa das Escolas Associadas da UNESCO e um dos temas preferidos pelas escolas, em todo o mundo. Nesta oficina, os educadores conhecerão mais sobre as propostas de anos internacionais definidos pela UNESCO para 2021, e terão subsídios para que as escolas associadas e candidatas possam desenvolver seus próprios projetos no próximo ano.

Escola convidada:

Escola Municipal Orsina da Fonseca (RJ)

Maria Cristina Zamith Cunha é bióloga, mestre e  NASA Master Teacher

QUINTA-FEIRA | 03/12

Visões do futuro: Mesa-redonda - Angola, Argentina, Cabo Verde, Costa Rica, Espanha, Paraguai, Portugal, Uruguai.

Ampliando o tema da abertura, nesta mesa-redonda veremos como diferentes países estão discutindo sobre a Educação pós-pandemia. Será uma excelente oportunidade para conhecermos os desafios educacionais de cada país e os caminhos que estão sendo buscados.

Palestrantes:

Portugal: Fátima Claudino

Espanha: Rufina Moreno

Cabo Verde: Carla Palavra

Argentina: Daniela Zallocco

Paraguai: Francisca Leonor Benitez

Uruguai: Carmen Orguet

Fazendo parte da Rede PEA UNESCO – conheça o Guia das Escolas Membro, por Paulo de Camargo

No ano passado, a Coordenação Internacional da Rede PEA-UNESCO no Brasil publicou o Guia das Escolas Membro, que foi traduzido e será enviado a todas as escolas associadas e candidatas. É fundamental que todos o conheçam para garantir a identidade do programa e o compromisso firmado com a UNESCO desde o ato de manifestação de interesse.

Paulo de Camargo, assessor-executivo da Rede PEA-UNESCO no Brasil

Vivências e Experiências 4: como as escolas se preparam para 2021 (Instituto Iema - MA; Francisca Cunha Lima - SEDUC - AM; Escola Sesc de Ensino Médio - RJ)

Se o ano de 2020 representou um imenso desafio para todas as escolas, no Brasil e no exterior, o próximo ano também ainda traz interrogações sem respostas claras. Como as escolas podem se preparar para 2021? Conheceremos quatro abordagens apresentadas pelas convidadas.

Palestrantes:

Elinaldo Soares Silva - Diretor de Ensino e Pesquisa/ IEMA

2021: um novo presente

 

Francisca Cunha Lima - SEDUC (AM), Coordenadora Regional do Amazonas

Arlete Ferreira Mendonça- Secretária Adjunta da Capital

Vivência Híbrida de 2020 com Ponto Focal para 2021

 

Gisele Cantalice Salomão da Silva – Escola Sesc de Ensino Médio (RJ)

Legado do período remoto na Escola Sesc: do desafio à ação

Avaliação Formativa: Mesa-redonda (Tiago Fragoso e  Carlos Henrique Calderón

Uma das questões em aberto para o final de 2020 e para os próximos anos é a construção de um sistema de avaliação mais justo, que contribui para a aprendizagem de cada aluno. Conheceremos, nesta mesa-redonda, as visões da OCDE, por meio do programa Pisa for Schools, e do Laboratório Latino-americano de Avaliação da Qualidade da Educação (LLECE) do Escritório Regional da UNESCO no Chile.

Oficina 6: Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável (Glauco Kimura e Ronaldo Christofoletti)

Os oceanos vêm sendo gravemente impactados pela ação humana e deles depende o nosso futuro. Nesta oficina, os educadores conhecerão mais sobre as propostas de anos internacionais definidos pela UNESCO para 2021, e terão subsídios para que as escolas associadas e candidatas possam desenvolver seus próprios projetos no próximo ano.

SEXTA-FEIRA | 04/12

Por uma Pedagogia de Cuidados, por José Maria Avilés - Espanha

O retorno das aulas presenciais não implica apenas em retomar a aprendizagem acadêmica. As escolas estão diante do grande desafio de acolher crianças e jovens que passaram muitos meses longo do espaço educativo, e viveram de diferentes maneiras os traumas da pandemia. O pesquisador José Maria Avilés, da Universidade de Valladolid (Espanha), um dos maiores especialistas mundiais em convivência escolar, é nosso convidado para falar do que chama de uma Pedagogia de Cuidados.

A BNCC e valores da UNESCO (Kátia Smole e Ivan Cláudio Pereira Siqueira)

A pesquisadora e ex-secretária da Educação Básica, Kátia Smole, e o Presidente da Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional da Educação, Ivan Cláudio Pereira Siqueira, atualizam as discussões sobre a implantação da BNCC. Além das definições gerais, trazem também um olhar sobre a correlação entre as competências definidas na BNCC e os valores da UNESCO.

Educação e diversidade: o que todos temos a aprender com a educação indígena, quilombola e do campo (André Lázaro, Kamila Wanderley, Nádia Cardoso e Rita Nascimento)

O pesquisador André Lázaro coordena essa mesa-redonda em que são divulgados resultados de pesquisas recentes sobre as boas práticas comunitárias de escolas indígenas e quilombolas, mostrando a essencial interligação entre comunidade e escola.

O educador como construtores de futuro (João Alegria e Luiz Alberto Oliveira)

Na conferência de encerramento, teremos um diálogo inspirado com dois pensadores do mundo que vem por aí: o roteiro, diretor de TV e professor, João Alegria, gerente da Fundação Roberto Marinho, e o físico e doutor em Cosmologia, Luiz Alberto Oliveira, curador do Museu do Amanhã, do Rio de Janeiro.

PALESTRANTES

ANDRÉ LÁZARO

Mestre e doutor em Comunicação e Cultura pela UFRJ. Professor associado da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, pesquisador da Faculdade Latino-americana de ciências sociais e Diretor de Políticas Públicas da Fundação Santillana.

ANTÔNIO DE OLIVEIRA LIMA

Procurador do Ministério Público do Trabalho (MPT), Coordenador Regional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância), Coordenador-Geral do Programa de Educação contra a Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Peteca), Mobilizador  Nacional dos Comitês de Adolescentes pela Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (Conapeti, Ceapeti e Comapeti), Membro-fundador do Movimento Nacional em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente.

ANTÔNIO NÓVOA

Pesquisador, reitor honorário da Universidade de Lisboa e Representante Permanente de Portugal junto à UNESCO.

CARLOS HENRIQUE CALDERÓN

Coordenador do Laboratório Latinoamericano de Avaliação da Qualidade da Educação – LLECE.

GLAUCO KIMURA DE FREITAS

Biólogo e mestre em Ecologia pela USP. Possui especializações em Manejo e Conservação de Áreas Protegidas pela Universidade Estadual do Colorado, EUA, em 2002, e em Manejo de Bacias Hidrográficas pela UNESCO-IHE, Holanda, em 2007. Trabalhou por 15 anos nas ONGs ambientais The Nature Conservancy e WWF-Brasil. Atuou como consultor para o GEF Pantanal e GEF Amazônia, e para instituições como Sebrae, Frente Nacional dos Prefeitos, WWF e Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Atualmente, é Oficial de Projetos de Ciências Naturais da UNESCO Brasil.

ISABEL DE PAULA

Coordenadora de Cultura da UNESCO no Brasil. Coordenou a comunicação do Programa Comunidade Solidária, entre 1999 e 2003, liderando a formação de 800 comunicadores locais em municípios com mais baixos IDHs do Brasil. Tem mestrado em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional pelo Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares (CEAM) da Universidade de Brasília (UnB) e Pós-Graduação em Gestão e Política Cultural pela Universidade de Girona (Espanha).

IVAN CLÁUDIO PEREIRA SIQUEIRA

Presidente da Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação (CEB/ CNE), é doutor em letras pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP) e professor na Escola de Comunicações e Artes da USP (ECA-USP).

JOÃO ALEGRIA

Roteirista, diretor de TV e professor, gerente da Fundação Roberto Marinho.

JOSÉ BEZERRA NETO

Biólogo pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), Pós graduado em Educação Ambiental para a Cidadania e Sustentabilidade e precursor de educação ambiental nas escolas da rede particular em Sergipe, pesquisador e autor de diversos projetos ligados a sustentabilidade e educação ambiental especialmente voltados para crianças e jovens.

JOSÉ MARIA AVILÉS MARTÍNEZ

Doutor em psicologia e pesquisador da Universidade de Valladolid. Um dos pioneiros no estudo da convivência escolar e de fenômenos como o cyberbullying, Avilés faz parte do Observatório Internacional da Violência Escolar, com base em Bordeaux. Professor universitário e também na educação básica, no Instituto de Educação “Parquesol”, realiza pesquisas sobre questões educacionais, vida escolar, o bullying, o cyberbullying e redes sociais. Publicou artigos em revistas internacionais e livros sobre esses temas, acompanhados de instrumentos de avaliação. Atualmente desenvolve descritores globais de qualidade da convivência, relacionamento o tema ao êxito escolar e à qualidade acadêmica.

KAMILA WANDERLEY

Educadora Popular. Mestra em Formação de Professores (UEPB). Licenciatura em Pedagogia com área de aprofundamento em Educação do Campo (UFPB) e Licenciatura em História (UVA). Integra o Coletivo de Educação Nordeste do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Possui experiência com formação de educadoras/es e coordenações pedagógicas de programas do segmento da Educação do/no Campo.

KÁTIA STOCCO SMOLE

Diretora do Instituto Reúna, fundadora do Instituto Mathema, presidente da Câmara de Educação Básica do CEE-SP, ex-Secretária de Educação Básica do MEC (Ministério da Educação), ex-Membro do Conselho Nacional de Educação. É doutora e mestre em educação com área de concentração em ensino de Ciências e Matemática pela FEUSP.

LUIZ ALBERTO OLIVEIRA

Físico e curador do Museu do Amanhã. Doutor em cosmologia pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF/MCTI), foi pesquisador do Instituto de Cosmologia, Relatividade e Astrofísica (ICRA-BR) da mesma instituição, onde também atuou como professor de história e filosofia da ciência. É professor, palestrante e consultor de diversas instituições.

MARIA CECÍLIA ANY CURY

Psicóloga, mestre em Psicologia Educacional e Doutora em Filosofia. É Coordenadora Regional da Rede PEA-UNESCO para o Rio de Janeiro

MICHAEL FILARDI

Mestre em Agroecologia pela Universidade de Barcelona (Espanha) e com especialização em Metodologias Ativas para uma Educação Inovadora, pelo Instituto Singularidades. Trabalha há mais de 10 anos com formação de professores na área de ciências, Maker e STEAM. Atua como professor de ciências para o Fundamental II no colégio Sidarta (Cotia), como coordenador de projetos mão na massa na E.E. Fernão Dias, pelo Instituto Catalisador e como mentor pedagógico/coordenador na Pós Graduação em Metodologias Ativas, pelo Instituto Singularidades.

NÁDIA CARDOSO DA SILVA

Ativista da igualdade racial e de gênero de Salvador (BA), graduada em antropologia (UFBA), especialista em direitos humanos e mestra em educação (UNEB); doutora em cultura e sociedade (UFBA), professora da educação básica em escola quilombola.

REBECA OTERO GOMES

Coordenadora de Educação da Representação da UNESCO no Brasil.

RITA POTYGUARA

Professora da Secretaria de Educação do Ceará. Doutora em educação. Foi gestora no Ministério da Educação e Conselheira no Conselho Nacional de Educação. É vinculada a grupos de pesquisas e membro de conselhos editoriais de revistas especializadas e do Senado Federal. Área de atuação educação escolar indígena, educação superior, formação de professores, currículos, dentre outros temas.

RONALDO CHRISTOFOLETTI

Professor do Instituto do Mar da Universidade Federal de São Paulo, coordenador do Programa Maré de Ciência e membro do do Comitê Brasileiro de Governança para a Década do Oceano e do Comitê Assessor de Comunicação para a Década do Oceano da Comissão Oceanográfica Intergovernamental da UNESCO.

TIAGO FRAGOSO

Analista de Educação do PISA, Directorate for Education and Skills.